quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Nós.VC: Compartilhe sua paixão e encontre outros apaixonados.


Hoje vou apresentar um grupo de apaixonados por ensinar e aprender que organizam encontros presenciais - que podem ser gratuitos ou pagos, quem decide é você! A ideia do Nos.Vc é bem simples: crie um encontro sobre determinado assunto, Moodle por exemplo, marque uma data e uma localidade, encontre pessoas apaixonadas pela mesma coisa que você e está pronto. O mais importante é "O encontro só acontece se alcançar o número mínimo de inscritos."



Mas, afinal, o que são encontros?

"Encontros são cursos, workshops, debates ou qualquer outra atividade de aprendizado. Podem ser pagos ou gratuitos. Podem acontecer num bar, num parque ou até numa sala. Qualquer um pode aprender e ensinar, o ingrediente mais importante se chama paixão.

O organizador do encontro define o número mínimo de inscritos e o prazo para alcançá-lo. Se chegar lá, o encontro é confirmado e realizado. Se não, todo mundo que pagou recebe créditos pra usar no Nós.vc ou o dinheiro de volta.

Cada encontro é uma chamada pública única, que precisa reunir um certo número de pessoas pra acontecer. Nossa comunidade é quem decide se ele deve ou não ganhar vida. Assim, diminuímos os riscos do organizador e proporcionamos apenas encontros aprovados por quem quer participar."




Espero que gostem!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Educação Empreendedora: A menina do Vale.


Hoje estou escrevendo sobre um site que me chamou muito a atenção, o http://www.fazinova.com.br/. Esse site possui cursos sobre empreendedorismo, que é uma área que me chama muito atenção. Porém, observando melhor o site, descobri que não era apenas mais um site com cursos e, sim, um site que traz uma ideia de educação empreendedora.

A FazINOVA é a “escola dos sonhos” da Bel Pesce. Uma escola de empreendedorismo que carrega a missão de desenvolver talentos e transformar o Brasil em um país mais empreendedor, que oferece diversos cursos e materiais gratuitos em sua plataforma online (fazinova.com.br) e promove cursos presenciais e eventos de temas variados, com o objetivo de conectar pessoas, desenvolver habilidades e realizar sonhos. Fundada em 2013, a FazINOVA já recebeu mais de 45 mil alunos entre cursos presenciais e online.

Através deste site também conhecemos "a menina do vale", que possui uma história incrível de crescimento profissional e empreendedorismo. Veja mais no site http://belpesce.com.br/.

Bel Pesce, empreendedora e fundadora da FazINOVA, escola de empreendedorismo e habilidades, nasceu em São Paulo e desde muito pequena começou a traçar um caminho de sucesso. Aos 26 anos, já escreveu três livros, foi considerada uma das “100 pessoas mais influentes do Brasil”, pela Revista Época, eleita um dos “30 jovens mais promissores do Brasil”, pela Revista Forbes, e entrou na seleta lista dos “10 líderes brasileiros mais admirados pelos jovens”, da Cia de Talentos. Bel estudou no renomado Massachusetts Institute of Technology (MIT), trabalhou em grandes empresas, como Microsoft, Google e Deutsche Bank, e morou no Vale do Silício, onde respirou empreendedorismo, liderou equipes e fundou empresas. Após sete anos estudando e empreendendo nos EUA, Bel voltou ao Brasil em 2013 e fundou a FazINOVA, sua “escola dos sonhos”.





Conhecendo a história da Bel e também juntando com todas as histórias fantásticas que escutei no Day 1, da Endevor, comecei a me questionar:

  • O que faz essas pessoas serem diferentes das demais?
  • Como estas pessoas chegaram onde chegaram? 
  • Como podemos fazer para que mais pessoas se tornem empreendedoras da suas próprias vidas?

Bem, esta resposta eu ainda não possuo. Porém, vou continuar pesquisando e, se alguém tiver respostas, por favor dividam com a Rede,

Espero que tenham gostado! 

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Mensagem para você - tema 3


MENSAGEM: comunicação individual com os alunos


Colegas de construção,

Aqui em Belo Horizonte, 28°, acho que vai chover.

O Moodle possui um servidor de e-mail (webmail) integrado a sua estrutura. É um excelente recurso para se comunicar individualmente com os alunos, para dar as boas vindas, fazer devolutivas individuais sobre o percurso da aprendizagem e das atividades realizadas, reconhecer a participação, informar sobre alterações no calendário e apresentar feedbacks.

Durante o acompanhamento do desenvolvimento do cursista, o professor precisa estar atento ao comportamento do aluno e tentar responder a algumas questões, como:

  • Tem acessado a plataforma?
  • Apresenta um bom ritmo de estudos das aulas?
  • Realizou os exercícios de acordo com o cronograma? Enviou os exercícios realizados?
  • Visitou ou participou dos fóruns?

E ainda:

  • Verificar se há evasão e o motivo.
  • Analisar se há barreiras relacionadas ao uso da tecnologia.
  • E dificuldades de compreensão de algum tema estudado.

Para o acompanhamento dos participantes, o uso dos relatórios do Moodle é recomendável. Estudaremos os relatórios daqui há algumas semanas.

Após a análise dos relatórios, a mensagem pode ser utilizada para o feedback individual do aluno e para motivá-lo a participar das atividades.

Sobre o feedback, é bom atentar sobre a importância de um retorno para os alunos mais participativos e que estejam em dia com as atividades. Corre-se o risco de focar nos alunos que apresentam dificuldades e esquecer-se de reconhecer as participações ativas e construtivas.

A mensagem, mesmo quando relacionada à cobrança de prazos, por exemplo, deve ter um tom acolhedor e conter algum destaque do conteúdo. É uma oportunidade motivar o participante para os estudos do curso.

“O ato de comunicar tem como pressupostos a participação ou a interação entre quem emite a mensagem a aquele que a recebe, e a compreensão necessária para que se possa colocar em comum ideias, imagens e experiências”. (PINHO, 1990, p. 72)

Para enviar mensagem individual:

1) Acesse o curso;
2) Clique na aba participantes;



3) Marque o (os) participante (s);
4) Clique acrescentar/mandar mensagem;



5) Digite sua mensagem;
6) Clique em visualização;



7) Clique em enviar.





A mensagem também pode ser uma boa estratégia para enviar informações para um grupo de participantes ou para toda a turma.

Com o passar do tempo e a utilização dos recursos do Moodle, você perceberá que existem outros caminhos para se enviar uma mensagem como, por exemplo, através da caixa de mensagens.

Para ler uma mensagem recebida, siga os passos a seguir:

1) Na caixa mensagens, que aparece ao lado do nome do usuário online que enviou a mensagem para você;
2) Leia a mensagem enviada na janela pop-up que será exibida.

Vamos treinar?


Grande abraço, Ritze Ferraz

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

CHAT: sessões de diálogo em tempo real - 2º tema


Colegas de construção,

Em Belo Horizonte, um lindo dia de sol!

A comunicação à distância pode ser feita de forma síncrona ou assíncrona.

Uma modalidade típica de comunicação síncrona que utiliza os recursos em rede é o chat. Em um único ambiente, várias pessoas podem comunicar-se ao mesmo tempo. É um meio muito conhecido como salas de bate-papo. Um exemplo de chat é o Windows Live Messenger – MSN.

O Moodle apresenta um chat de fácil utilização para a interação entre os participantes do curso.

Atenção: Para utilizarmos o chat como recurso andragógico, é necessário o planejamento didático. A possibilidade de várias pessoas se comunicarem ao mesmo tempo pode ser um complicador. Os diálogos podem se perder, conversas paralelas podem ocorrer e os objetivos pedagógicos não serem atingidos.

Combinados do Chat

Alguns combinados devem ser feitos previamente pelo professor com a turma, a fim de organizar o encontro, tais como:

• Divulgação prévia da data e do horário do chat por meio de mensagem individual ou por e-mail (recomenda-se duas ou três datas de realização de um mesmo Chat);• Informação sobre o tema e tópicos a serem discutidos;
• Ordenação das postagens, como, por exemplo, a ordem crescente de exibição do perfil dos participantes na tela à direita do chat;
• Eleição de um mediador no início do encontro, deixando claro para o grupo o papel dele, quando for o caso;
• Definição de palavras ou símbolos de início e fim da mensagem, assim como outros que, porventura, tenham algum significado para o grupo, como reticências, emoticons etc;
• Registro do nome do colega ao qual está se reportando, para chamar a atenção do mesmo e efetivamente estabelecer diálogos;
• Privilegiar os períodos curtos e objetivos, sem divagações etc;
• Perseguir o tema de discussão, não perder o foco;
• Sintetizar o conteúdo discutido ou as definições acordadas;
• Publicar a síntese no AVA;
• Convidar os cursistas que não puderam participar do chat para a leitura no AVA no mesmo local do chat, em “ver sessões encerradas”.


Vídeo produzido por Rodrigo Fernandes Gonzales.


Os chats devem ser programados e divulgados com antecedência. Além disso, data e horário devem ser negociados com a turma. É indicado até dividir a turma em grupos menores, dando aos participantes a opção de mais de uma data, a fim de que todos possam participar. Turmas menores são mais produtivas, porque os alunos têm a oportunidade de participar mais efetivamente da discussão, assim como o grupo acompanhar melhor o raciocínio dos colegas.

Importante: Ressaltamos ainda que, para que os chats sejam realmente produtivos, é imprescindível que os participantes leiam, estudem, pesquisem o conteúdo a ser abordado previamente. Esforços e estratégias devem ser pensados para envolver os alunos antes do encontro.


O chat é um recurso muito apropriado para levantamento prévio do conhecimento do grupo a respeito de algum assunto, ou para levantamento inicial de temas e ideias, conhecido como “toró de palpites”. O aprofundamento do conteúdo deve ser feito, posteriormente, com recursos mais adequados, como Fórum e a Wiki. Por isso, os encontros online nos chats devem ser breves. Contudo, algum tempo deve ser reservado para que a turma coloque o papo em dia, considerando as relações afetivas, sempre importantes em cursos à distância.

Para participar dos chats:

Após o acesso ao curso, clique no título do chat;Clique em “entrar no chat agora”;Digite sua fala no campo para o texto;Tecle enter:Leia a postagem dos colegas e continue participando.

Em Educação como prática da liberdade (1994), Paulo Freire assim define diálogo:

E o que é o diálogo? É uma relação horizontal de A com B. Nasce de uma matriz crítica e gera criticidade (Jaspers). Nutre-se do amor, da humildade, da esperança, da fé, da confiança. Por isso, só o diálogo comunica. E quando os dois pólos do diálogo se ligam assim, com amor, com esperança, com fé um no outro, se fazem críticos na busca de algo. Instala-se então, uma relação de simpatia entre ambos. Só aí há comunicação (FREIRE, 1994, p.115).

Vamos dialogar!

Grande abraço, Ritze Ferraz.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

KhanAcademy: ensino de qualidade gratuito para qualquer pessoa!



Hoje vim contar sobre um site sensacional chamado Khan Academy!

"A Khan Academy é uma organização que tem uma missão. Somos uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de mudar a educação para melhor, fornecendo educação de alta qualidade para todos, em qualquer lugar.

Todos os recursos do site estão disponíveis para todos. Não importa se você é aluno, professor, aluno a distância, diretor, adulto voltando à sala de aula após 20 anos ou um leigo interessado que procura uma mãozinha em biologia básica. Os materiais e recursos da Khan Academy estão disponíveis para você inteiramente grátis." - Site Oficial

Ou ainda:
Uma infinidade de habilidades para praticar, com ajuda ao longo do caminho
Medalhas das quais você pode se gabar

ž"The Khan Academy é uma ONG educacional criada e sustentada por Salman Khan. Com a missão de "fornecer educação de alta qualidade para qualquer um, em qualquer lugar", oferece uma coleção grátis de mais de 3.800 vídeos de matemática, história, medicina e saúde, finanças, física, química, biologia, astronomia, economia, ciência da computação, entre outras matérias." - Wikipedia

Podemos encontrar diversas áreas do conhecimento no Khan, todas elas explicadas de uma maneira divertida e didática. Além das aulas em vídeo, duas outras funcionalidades me chamaram atenção: as práticas e as medalhas. Vou deixar que o próprio site da Khan explique:




Pratique matemática no seu próprio ritmo com nosso ambiente de avaliação adaptável. Você pode começar no 1+1 e avançar etapas até cálculo ou pular para qualquer tópico que você precise recapitular.

Cada problema é gerado aleatoriamente, então você nunca fica sem material para praticar. Se você precisar de uma dica, cada problema pode ser detalhado, passo a passo, com um clique. Se precisar de mais ajuda, sempre há a opção de assistir a um vídeo relacionado ao assunto.



Temos inúmeras mecânicas de jogo. Assim que você fizer login, você começará a ganhar medalhas e pontos para aprender. Quanto mais você se autodesafiar, mais terá do que se gabar.

Soubemos de alunos que passaram horas e horas assistindo a vídeos de física e alunos do quinto ano tentando resolver problemas de matemática de nível de faculdade para ganhar medalhas da Khan Academy. Algumas medalhas menores são fáceis de conseguir, mas as medalhas mais famosas podem levar anos para serem obtidas.


Espero que gostem!

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

A importância da foto e do perfil para a EAD - 1º Tema


Colegas de construção,

Em Belo Horizonte, 30°C!!

Convidamos vocês a conhecerem o manuseio do Moodle - um software livre, desenvolvido com uma concepção construtivista. Muito mais do que o manuseio técnico, buscaremos aqui despertar a reflexão sobre o uso didático, colaborativo e construtor do ambiente virtual de aprendizagem.

Nossa filosofia é utilizar todas as potencialidades do Moodle, suas facilidades para o trabalho andragógico e dar o protagonismo, para que o docente construa um espaço de ensino e de aprendizagem para seus alunos.

O Moodle (Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment) é um software livre, de fácil utilização, gratuito e é usado para apoio à aprendizagem, executado num ambiente virtual. Se estivéssemos na sala de paredes, seria a nossa escola. A expressão designa ainda o Learning Management System (Sistema de gestão da aprendizagem), um trabalho colaborativo baseado nesse programa. O Moodle pode ser obtido no site www.moodle.org.


Falaremos sobre a navegação no curso, o envio de mensagens, a participação nos fóruns, alteração de perfil e outras funcionalidades básicas. Também falaremos sobre criação de páginas, fóruns, chats, wikis, relatórios e sobre como utilizar outros recursos andragógicos. 

Vejamos o que nos dizem os estudiosos sobre a docência: 

Docência [...] menos pode ser mais, na escolha dos recursos da mediação. Menos tecnologia e mais andragogia. Para muitos, a tecnologia para tornar possível a colaboração a distância em comunidades virtuais pode (e deve!) ser extremamente simples. É isso o que defendem, por exemplo, os adeptos do minimalismo tecnológico em educação à distância.

O professor precisa conhecer e ter experiência no tema a ser trabalhado; estar familiarizado com a dinâmica da educação online, assim como o ambiente virtual de aprendizagem – AVA – que será utilizado e com instrumentos e técnicas adequados a esta realidade. 

“A prática educativa é tudo isso: afetividade, alegria, capacidade científica, domínio técnico” (FREIRE, 2001, p. 161). 

Vamos começar? 

Primeiro tema: 
A importância da foto e do perfil para a EAD 

Praticando: 
  1. Após o acesso ao curso;
  2. No bloco "administração";
  3. Clique no menu "Minhas configurações de perfil";
  4. Clique em "modificar perfil";
  5. No campo descrição, preencha dados como sua área de atuação, seu local de trabalho, sua terra, seus gostos, suas horas de lazer, seus interesses profissionais e pessoais e como gosta de estudar: lendo, anotando, fazendo resumos, gravando sons, assistindo vídeos, etc;
  6. Altere outros campos do perfil, se desejar; 
  7. Você pode definir se quer receber mensagens por e-mail, caso não esteja logado no ambiente do curso;
  8. Para publicar a sua foto: no campo “nova imagem”, clique em “procurar” o arquivo com a sua imagem;
  9. No campo “descrição da imagem”, dê um título para a imagem. Exemplo: foto do fulano;
  10. Clique em "Atualizar perfil".
Após o acesso ao curso; 
  1. Clique em participantes; 
  2. Clique no nome ou na foto do cursista; 
  3. Leia o perfil do colega no campo descrição. 
  4. Retorne à pagina do curso. 

A foto e a atualização do perfil são essenciais para a interação do grupo de estudos do curso. Pode-se saber um pouco mais de cada um e fomentar o crescimento do sentimento de "turma". 

Quando se recebe uma mensagem, sabe-se que está ligada àquele rosto com identidade própria, pensamentos próprios e experiências múltiplas. 

Há de se ressaltar também o sentimento de pertencimento que implicará na colaboração e a cooperação entre os participantes. 

A foto e a atualização do perfil constroem a imagem do grupo, da unidade. 

Por detrás das palavras postadas através da tecnologia em "bites e bytes", há a essência HUMANA compartilhada. 

Fotos e perfis preenchidos dão a completeza da IDENTIDADE DO GRUPO (pertencimento decorrente) que aqui se faz!


Vídeo produzido por Rodrigo Fernandes Gonzales.

As fotos nos aproximam e nos dão a sensação efetiva de grupo. 

O perfil poderá ser acessado pelo tutor durante o curso, para conhecer um pouco sobre o aluno e servir como instrumento auxiliar para promoção de participação. 

Exemplo: Caso o aluno já atue na EAD, pode ser estimulado a trazer um conceito sobre o tema ou trazer uma pequena bibliografia sobre um estudioso da área. 

Caso o cursista goste de cinema, pode ser convidado a trazer um trecho de filme ou de um curta para ilustrar um conteúdo. 

Observaram a importância do perfil do aluno? 

Publiquem sua foto e quando estiverem atuando em curso ou comunidade, não se esqueçam de pedir para seus alunos publicarem também. Combinado? 


Para postar sua foto e preencher o seu perfil: 

Vamos treinar? 

Abraços, Ritze.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Palestra: Solução de WebConference e Transmissão de Vídeo ao vivo, integrada com o Moodle



Hoje, vim apresentar a palestra do Dione Almeida no CNJ falando sobre uma solução para EAD, usando o Moodle, que oportunizou a utilização de salas virtuais para WebReuniões e a transmissão de vídeo ao vivo e offline - integrando o openMeetings e o RED5. A solução está em uso no TRE-RS e só utiliza software livre.


O plugin E-Meeting tem como objetivo prover aos usuários da plataforma Moodle a possibilidade de gerar uma simulação de um ambiente presencial de sala de aula. Para que isto ocorra, são necessários alguns recursos que facilitem a comunicação entre as partes. Dentre os recursos estudados se destacaram:

• Bate-Papo (chat): Recurso em tempo real que permite a comunicação simultânea das partes através de mensagens de texto.
• Compartilhamento: Capacidade de permitir a troca de arquivos entre os participantes.
• Lousa: Local similar ao quadro-negro, onde o professor ou tutor poderia explicar a matéria em discussão.
• Moderador: Habilidade de designar para um dos participantes a responsabilidade de mediar e regulamentar a utilização da sala.
• Videoconferência: Transmitir imagem e vídeo em tempo real.

Partindo destas necessidades, após uma filtragem das soluções disponíveis no mercado e seguindo critério da instituição - que busca preferencialmente soluções de software - três produtos se destacaram: o DimDim, o BigBlueButton e o OpenMeetings. A opção foi pelo OpenMeetings.


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Blog: Moodle PHP (Badiu)



Hoje vim mostrar o segundo dos três blogs do nosso amigo Lino Vaz Moniz, o Badiu. A linguagem de programação central do Moodle é o PHP, e é justamente sobre esta linguagem que este blog trata, através de artigos que podem nos ajudar a resolver problemas do cotidiano da administração do LMS. Como de costume, vou postar alguns destes artigos:




Espero que gostem.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Processos, Metodologias, Cérebro Humano e EAD?!


Hoje vim falar sobre uma publicação bem antiga, de 2010, que encontrei no blog "Gestão 2.0" da revista INFO. Esse artigo fala sobre como as pessoas lidam com crenças e superstições na hora de fazer a gestão de um projeto, e também como nosso cérebro trabalha as informações que recebemos do ambiente. Um ótimo exemplo disso é a comparação feita pelo autor de que "Nós preferimos levar um produto “80% light” do que levar um “20% gorduroso”, apesar de ambas as frases dizerem a mesma coisa.".

Na minha opinião, o blog do Fabio Akita foi um dos melhores blogs já feitos para o portal da revista. E gosto muito deste artigo, em especial, pois podemos visualizar perfeitamente conexões entre o que escreve o autor com fatos cotidianos na vida de quem é gestor de cursos em EAD. Vou exemplificar um dos vários casos nos quais podemos verificar a aplicabilidade das palavras do autor na administração de um ou mais cursos. Primeiro, devemos deixar claro que não estou dizendo que metodologias e processos são ineficientes, ao contrário, sou a favor de que todo curso seja tratado como um pequeno projeto dentro do nosso ambiente educacional. Conforme o guia PMBOK, as principais características de um projeto são:
  1. temporários, possuem um início e um fim definidos;
  2. planejados, executados e controlados;
  3. entregam produtos, serviços ou resultados exclusivos;
  4. desenvolvidos em etapas e continuam, por incremento, com uma elaboração progressiva;
  5. realizados por pessoas;
  6. com recursos limitados;
Em uma segunda oportunidade, pretendo escrever um artigo apenas para ilustrar a importância de dizer que cada curso é um projeto, e por que não considero a utilização de métodos ou aplicativos que "fazem seu curso em 5 passos" uma solução viável.

Voltando ao tema, podemos notar que tentamos encontrar padrões em todas as nossas ações quando criamos um curso. Por exemplo, no curso "Português para Concurso 2010", tivemos um determinado resultado, porém, com o mesmo curso, ministrado em 2011, tivemos resultados muito piores. No ano seguinte, 2012, adicionamos vídeos ao nosso conteúdo e tivemos um resultado muito bom, mas, novamente, tivemos baixos resultados no ano de 2013. O que estamos fazendo de errado? Qual a metodologia correta para todos os anos? Existe algum aplicativo que possa resolver este problema? Bom, se tiver algum, me avise aqui no blog, pois eu não conheço.

Podemos tentar encontrar padrões. Por exemplo, os anos pares estão melhores que os anos ímpares, os alunos mais velhos estão estudando mais que os novos, os novos tem mais facilidade em entender o conteúdo que os velhos, a turma que possui mais mulheres se sai melhor que as que tem mais homens ou as que possuem mais homens se saem melhor. Analisar padrões nos ajuda a saber as tendências, porém não impedem o erro. Podemos mitigar o erro, utilizando métodos processos e aplicativos, mas nunca podemos dizer que temos um solução 100% confiável, principalmente quando somos administradores ou tutores de diversas estruturas. A escola é diferente da universidade e a universidade X é diferente da Y.

Akita conclui que "Tentativa e erro. Adaptação. Evolução. É assim que se gerencia qualquer coisa.". Acrescento, ainda, que o estudo é a principal ferramenta que podemos utilizar para evitar os erros e espantar as superstições, pois o estudo é simplesmente o ato de observar as tentativas e erros de outras pessoas. 



segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Ambiente de estudos Examtime



Hoje vim falar sobre um site muito interessante chamado Examtime. Este é um site colaborativo, onde alunos e professores podem usar ferramentas, como mapas mentais e flashcards, para facilitar seu processo de aprendizagem. Sim, ele é um site pra estudar! Nós testamos o site e colocamos alguns tópicos de estudo sobre o Moodle:



"Examtime é um ambiente de estudo personalizado, que permite a estudantes e professores criar, descobrir e compartilhar recursos de estudo."

Site: https://www.examtime.com/pt-BR/

O que é Moodle: https://www.examtime.com/pt-BR/p/1280421

Onde buscar mais informações: https://www.examtime.com/pt-BR/p/1293088

Estrutura lógica (exemplo de mapa mental): https://www.examtime.com/pt-BR/p/1293166


"Nosso objetivo é simples: queremos mudar a sua maneira de aprender e ensinar. Talvez você esteja feliz com a maneira que você aprende, é só que nós sentimos que existem maneiras que podem ajudar você a se envolver totalmente com seus assuntos, entender mais e melhorar a sua experiência de aprendizagem! Nós fizemos exames e estudamos também- na verdade, a nossa equipe de desenvolvimento está cheio de estudantes – E a verdade é, quanto mais você estudar e praticar melhor será o seu resultado. Mas também aprendemos estudar melhor e com diferentes métodos para as provas de diferente áreas e vestibulares. Então, reunimos todas as lições que aprendemos ao longo dos anos e as ferramentas construídas para ajudá-lo a estudar de forma mais eficiente."




Espero que gostem da novidade!

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

4ª Café RedeMoodle: Design Instrucional


Hoje vim falar sobre o que rolou no 4º Café RedeMoodle, que contou com a presença da especialista Ritze Ferraz e do Dione Almeida como convidado instigador. Eu tive a honra de mediar esta conversa sobre "Design Instrucional e Planejamento de um Curso", que teve diversos pontos altos e deixou claro a importância de um bom planejamento para realização de um curso. 

Nessa conversa inspiradora, tentamos responder algumas perguntas:

  • O que é DI?
  • Onde o DI se insere no projeto de EAD?
  • Como funciona o processo de EAD?
  • Quais são as áreas envolvidas na EAD?
  • Como chegar ao resultado pretendido?
  • Trabalho colaborativo entre equipes/setores diferentes é possível?
  • Por que apontar para poucos objetivos?

"Apontar para poucas coisas, mas com qualidade" - Dione Almeida



Na semana que vem, pretendemos lançar o #5 Café RedeMoodle com o tema "Web conferência, Moodle e EAD".

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

O que é o Plano Nacional de Educação?


Hoje, vim falar sobre um artigo apresentado no site Educar para Crescer, que é um projeto, sem fins lucrativos e apartidário, com o objetivo de ampliar o conhecimento da sociedade brasileira sobre as principais questões da Educação do país. O artigo em questão discursa sobre o PNE - Plano Nacional de Educação, que conforme o Ministro da Educação, Henrique Paim, "é o grande guia para que possamos mudar a Educação brasileira de forma estruturante".

Segue trecho da publicação:

É cada vez mais comum ouvir falar nos noticiários ou ler nos jornais matérias que mencionam o Plano Nacional de Educação (PNE). A discussão se intensificou cada vez que o documento foi chegando mais perto de sua aprovação final pela presidente Dilma Rousseff, que ocorreu no dia 25 de junho. Mas nem todos estão a par do que é o Plano e como ele deve influenciar o dia a dia das escolas.

"O PNE é o grande guia para que possamos mudar a Educação brasileira de forma estruturante", revelou o Ministro da Educação, Henrique Paim, em evento ocorrido dia 19 de agosto em São Paulo. Diferentemente do Plano anterior, que tratava mais de acesso, esse novo Plano preocupa-se também com a qualidade da Educação.


O Plano Nacional de Educação (PNE) é um documento com diretrizes para políticas públicas de educação para o período de 2011 a 2020. O projeto original saiu dos debates ocorridos na Conferência Nacional de Educação (Conae), em 2010, com o intuito de substituir o primeiro plano (2001-2010).

Em 15 de dezembro de 2010, o Projeto de Lei do Plano Nacional de Educação (nº 8.035/10) foi enviado ao Congresso pelo governo federal. Nestes dois anos em tramitação na Câmara, o PNE sofreu mais de 3 mil emendas. O texto foi aprovado no Senado em 17 de dezembro de 2013, mas como a Casa fez alterações no texto, ele precisou voltar para a Câmara dos Deputados. O texto-base foi aprovado, enfim, em 28 de maio e seguiu para a sanção da presidente Dilma Rousseff - que o sancionou sem vetos.

Para visualizar na íntegra o artigo que mostra detalhes do PNE, clique neste link.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Palestra: Como fazer uma apresentação.


Hoje vim falar sobre uma palestra fantástica, que foi apresentada no evento Day1, da Endeavor, e conta a história de Joni Galvão, sócio da SOAP. Nela, o apresentador conta sua vida para explicar "como fazer uma apresentação no estado da arte."

Assista ao vídeo abaixo: 



segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Blog: Moodle SQL (Badiu)



Hoje vim falar sobre um dos três blogs do nosso amigo Lino Vaz Moniz, o Badiu. Vamos começar falando sobre o blog que eu considero o carro-chefe do Badiu, o "Moodle SQL". Neste blog, o Lino demostra seu excelente conhecimento sobre o banco de dados do Moodle, que foi adquirido com os anos de experiência e, principalmente, com a criação e melhoramento constante que a ferramenta GMoodle proporcionou.


Segue alguns dos artigos do blog:

domingo, 7 de setembro de 2014

Plugin: N-Console para navegação

Hoje vim falar sobre um dos plugins criados pela Sessão de Produção Multimídia do TRE-RS, o N-Console. Ele tem como objetivo prover aos usuários da plataforma Moodle a possibilidade de navegar entre os diferentes recursos e atividades de um curso, de maneira sequencial, sem ter de abrir diversas páginas ou ter que voltar para página de apresentação para dar seguimento às tarefas. Vamos conferir a série de e-mails que o nosso amigo Dione Almeida criou para demostrar o N-Console:


Segue abaixo o artigo criado para o MoodleMoot de 2012, realizado na Mackenzie, em São Paulo, e o link da página do RedeMoodle com o tutorial completo de como utilizar esta ferramenta. Abraço e até a próxima.



terça-feira, 2 de setembro de 2014

Palestra: Aspectos Tecnológicos na Implementação e Sustentação da EAD com Moodle.


Hoje vim falar sobre uma palestra muito legal que nosso colega e conteudista Dione Almeida, do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS), realizou no 17º Congresso Internacional ABED de Educação à Distância, em Manaus-AM.

Pauta:

Organizar para crescer ou crescer para organizar?
Cuidado nas decisões técnicas;
Montagem dos Ambientes;
Autenticação manual ou serviço de autenticação;
Limites da Personalização;
Sustentabilidade dos Ambientes;
Alta performance;
Até onde avançar?
Barreiras Técnicas na Justiça;
A rede de dados e as limitações impostas pela segurança;
Limitação de velocidade de Banda;
AVA: Somos Moodle ou estamos Moodle?
Moodle Versão 2x;
Criação de Plugin.

Para assistir a palestra clique no link abaixo: 



segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Comunidade Brasileira de Moodle Oficial


Hoje vim falar sobre a comunidade brasileira oficial do Moodle, o lugar no Moodle.org onde os brasileiros se encontram e tiram suas dúvidas. Nesta página, pode-se encontrar diversos materiais explicativos, fóruns, links interessantes, eventos e, principalmente, as pessoas que trabalham dia-a-dia com o LMS.


Alguns fóruns que podemos encontrar nesta comunidade:
Para uma melhor organização, a comunidade da RedeMoodle também utilizará os fóruns desta comunidade para responder perguntas e tirar dúvidas.